Não à causa, sim à realidade

tumblr_m2uz95b9C11r7hbcyo1_500

Quando eu comecei a escrever esse post, fiquei pensando que talvez fosse muito cedo para escrever sobre um assunto polêmico. Daí tomei um gole de café bem quentinho para ver se clareava as ideias. Funcionou! E então eu me dei conta de que, na minha cabeça e no meu coração, esse assunto não era nem um pouco polêmico, mas acho que o pensamento me veio porque algumas pessoas AINDA o consideram.

Hoje vi que tá circulando um vídeo incrível da minha lindíssima Sandy Leah ♥ pela internet. Nele a gente consegue notar que um rapaz chamado Marvin fez de tudo pra chamar a atenção da cantora nas redes sociais por um simples desejo: fazer com que ela o ajudasse a pedir em namoro um outro rapaz por quem ele está apaixonado.

Tem coisa mais adorável do que ver que as pessoas ainda querem impressionar alguém especial, que o namoro não está totalmente banalizado e que ainda existe romantismo e declarações de amor como essas? NÃO, meu bem, não tem. ♥ Assisti o vídeo e suspirei… Pela simplicidade e simpatia da Sandy, pela coragem e persistência do Marvin, pela reação cheia de energia da platéia, pela escolha da música e por imaginar a reação do outro cara. Acho que eu morreria de vergonha no lugar dele… Mas ficaria muito emocionada também.

E aí caí na besteira de ver o que o pessoal tava comentando. E me surpreendi com a quantidade de comentários homofóbicos. Pensem comigo: se eu não gosto de alguma coisa ou de alguém, porque diabos eu visitaria uma página dedicada a isso e escreveria um monte de barbaridades a respeito? Eu juro que não perco meu tempo escrevendo coisas ruins por aí e simplesmente não entendo quem age dessa forma. Existe sim uma série de coisas com as quais eu não concordo, não simpatizo ou, no mínimo, não tenho opinião formada. Em contrapartida, há também mais um milhão de coisas especiais e fantásticas que eu faço questão de parabenizar, compartilhar, demonstrar meu apoio e por aí vai…

Mas bom, não adianta nada eu me desgastar com isso, porque o mundo está cheio de pessoas assim. E vamos, finalmente, ao ponto que eu queria chegar. Outras pessoas [fofas, admito ] deixaram muitos comentários parabenizando todos os aspectos do vídeo, a coragem do rapaz e a atitude da Sandy de apoiar a causa gay. Ops. Parei e pensei novamente. Tomei mais um gole de café, que nem está mais tão quentinho assim e constatei: não acho que a Sandy esteja apoiando causa nenhuma.

Ela fez algo muito melhor… Agiu com naturalidade diante da situação. Gente, de uma vez por todas, não se trata da causa gay. Trata-se do início do namoro o-fi-ci-al entre duas pessoas que se amam. Pouco importa se são hetero ou homossexuais! Isso não deveria ser maior do que a magia do próprio momento. Duas pessoas oficializando uma relação, optando não somente por ficarem juntas, mas assumindo para todos que agora são um casal. Apenas um casal apaixonado. Só eu acho isso incrível? Só o meu coração se enche de alegria quando fico sabendo de uma coisa dessas?

Sou hetero, casada com um cara maravilhoso, não tenho amigos e nem parentes [próximos] que são gays. Preconceituosamente falando, eu não teria motivos para me sensibilizar diante disso. Mas eu me sensibilizei ♥ Torço pela felicidade de todo e qualquer casal do mundo. Quando duas pessoas de bom coração decidem caminhar juntas, eu só desejo para elas todo amor que eu vivo diariamente.

Eu não defendo a causa gay simplesmente porque, para mim, não existe causa. Existe realidade! Existe amor! Isso sim eu defendo, apoio, admiro. Tenho plena consciência de que, pra que quem vive essa situação, ainda há muito ser conquistado, mas dentro de mim, não há barreiras, não há segregação… Só tem a Sandy arrasando e proporcionando uma noite incrível para um lindo casal.

Assistam ao vídeo aqui ♥

You may also like