Meu cachorro vomita uma espuminha amarela: Saiba como ajudar o seu melhor amigo e evitar que isso aconteça

brown-dog-with-sad-eyes-wallpaper-pin-it

Oi, galera!

O assunto de hoje é um pouquinho desagradável, mas é algo que acontece com muitos cães e deixa os donos bem preocupados. Há alguns meses atrás o Wisky, meu filho de quatro patas, começou a apresentar esses episódios com cada vez mais frequência, embora isso já acontecesse desde que ele era filhotinho. Trata-se de uma espuminha amarela que alguns cachorrinhos vomitam, quase sempre pela manhã.

No dia em que tirei essa foto aí de baixo, meu marido havia colocado ele na cama pra ficar comigo, assim como faz todas as manhãs, quando sai cedo para trabalhar. Depois de alguns minutos, o Wisky começou a vomitar pela cama toda. Eu fiquei tão nervosa, que não consegui tirá-lo dali… Deu um trabalhão para tirar essas manchas depois, mas a minha preocupação era mesmo com saúde dele.

Isso começou a acontecer pelo menos uma vez por semana, e não havia nenhum motivo aparente para isso. A alimentação dele continuava normal, os remédios, vacinas e vermífugos também estavam todos em dia, o cocô estava “bom” e o comportamento dele não estava diferente. Então, conversando com a veterinária dele aí do Brasil, e pesquisando bastante na internet sobre o assunto, chegamos a algumas conclusões.

44153760-6d41-439e-bf05-bab099f25d29
Wisky triste e envergonhado depois de vomitar espiminha amarela :(

 

O QUE É ESSA TAL ESPUMINHA AMARELA?

Os donos de cães da raça Shih tzu, Westies, Lhasas e Malteses, são os que mais se queixam sobre esse problema,  pois eles possuem o estômago muito sensível. Esse líquido amarelado vem da bílis, um componente digestivo que é produzido no fígado.

Ele é armazenado na vesícula biliar e liberado no intestino delgado, logo abaixo do estômago. Os vômitos pela manhã são um sinal de que o estômago do seu pet está passando tempo demais sem digerir alimentos.

Daí eu me dei conta de que aqui em Berlin, assim como uma série de outros hábitos, o horário das nossas refeições mudou, e nós passamos a jantar mais cedo. No Brasil, por causa da rotina intensa de trabalho e do tempo gasto no trânsito, não tínhamos nenhuma disciplina, e os horários eram super malucos.

Eu já contei pra vocês aqui no Blog que o Wisky engorda com muita facilidade (é de família né, gente? <3) e como nós precisamos ficar de olho no peso dele por conta das viagens pro Brasil, eu tento controlar a alimentação dele sempre, pra que ele não tenha que fazer uma dieta muito pesada antes de cada vôo.

Só que aí que estava o grande o problema: o Wisky passava praticamente 15h sem comer, que é intervalo entre o jantar e o café da manhã do dia seguinte. Infelizmente eu não me dei conta que isso causava esses enjôos nele, mas graças a Deus, agora descobri a origem do problema.

not-feeling-too-well

COMO EVITAR ESSES ENJÔOS?

“Já que meu cachorrinho vomita porque está de estômago vazio, vou dar mais uma refeição para ele à noite, antes de dormir. Como se fosse um lanchinho, né?” 

ÉÉÉÉÉ. Não.

Nós não devemos introduzir mais uma porção na rotina alimentar dos nosso cães, até porque, isso pode fazer com que ele ganhe mais peso do que deveria. O que você deve fazer é dividir as porções que são ideais para o biotipo dele, principalmente, no caso do jantar.

Para o meu Wisky, eu separo um pouquinho da porção do jantar dele para dar antes de irmos dormir, ou então, dou alguma frutinha ou legume. Assim ele fica saciado e passa a noite digerindo esse alimento, evitando o acúmulo de líquido biliar. 

Depois que eu fiz esse adequação em sua rotina alimentar, ele nunca mais vomitou a bendita espuminha amarela! 🙂 

happy-dog-running-by-500px

FIQUE ATENTO À SAÚDE DO SEU PET

Vômitos frequentes podem indicar muitos outros problemas. É importante que você observe se esse sintoma também está acompanhado de perda de apetite, alergias e diarréia, ou mesmo alguma mudança no comportamento dele que indique dor ou desconforto.

Portanto informe seu veterinário sobre o que está acontecendo, e não deixe de levá-lo para uma consulta, se os problemas persistirem ou se agravarem, ok?

Ah, eu também não posso deixar de dizer pra vocês que eu não sou veterinária! Eu apenas gosto muito de pesquisar e falar sobre animais, e sempre que algo funciona aqui em casa, gosto de compartilhar aqui no Blog com vocês.

Beijos!

You may also like

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *