Entenda porquê as repercussões negativas sobre a nudez de Scarlett Johansson significam muito mais

img-1022709-scarlett-johansso-em-isob-pelei-8

“Scarlett Johansson aparece nua em cena pela primeira vez” via G1.

Eu ia perguntar se todo mundo já tinha visto a notícia que saiu essa semana, mas acabei me dando conta de que somente o título chamaria a atenção de qualquer um, então… É fato que todos já viram.

Trata-se da cena do filme “Sob a pele” em que a atriz observa seu corpo em frente ao espelho. Parece que ela vai ser um ET que seduz os homens, sei lá, um filme meio pirado desses aí.

O fato é que ver a Scarlett Johansson nua deveria apenas causar delírio entre os homens, mas acabou servindo como inspiração para mais um post. Pra começar, quando vi a publicação à respeito na minha timeline, fiquei super feliz com a imagem que vi.

Não era aquela estrutura desnutrida que tanto vemos por aí, até porquê, a gente sempre soube que ela não faz o tipo modelo. Tão pouco encontramos aquele padrão mega turbinado e torneado que somos forçadas a achar que é a coisa mais bonita do mundo. Umas das atrizes mais gatas e influentes da atualidade, que deslumbra todo mundo nas entregas de prêmios de cinema e que deixa qualquer um de queixo caído ao esbanjar tanta sensualidade… Aparece naturalmente bela.

O corpo de Scarlett é como o de qualquer mulher saudável, não viciada em academia. E ainda assim consegue ser extremamente sexy! 🙂

Daí vem o mais ridículo da coisa: vi que algumas pessoas tiveram a pachorra de criticá-la, dizendo, por exemplo, que ela tem peitos caídos. E como eu li lá no Acidez Feminina e assinei embaixo, fala sério, né, gente? Seios naturalmente grandes, sem silicone, são assim mesmo. Tá pensando o que? Teve gente que criticou o fato dela não ter a tal barriga chapada. Eu, hein? Pior de tudo foi ouvir e ler esse tipo de comentário de mulheres ainda mais gordinhas, magrelinhas, ou tão naturais quanto a própria Scarlett.

O que nos dá o direito de criticar o corpo de outra pessoa, quando sequer somos perfeitas? Aliás, o que é ser perfeita? Desde quando existe o tipo de corpo certo e o errado? Sinceramente não entendo o que passa na cabeça dos outros. Não entendo como tem gente que ainda perde tempo falando mal. E não me venham com o tal do recalque, por eu já tô bem de boa dessa palavra aí. Não se trata disso.

Tenho certeza de que a Scarlett Johansson, lá da mansão dela, tá cagando não está nem aí pra esses comentários. Deve estar se sentindo realizada com mais um job pro seu CV, com mais uma estreia Hollywoodiana, com mais uns milhões na conta bancária e um bebê na barriga que está pra chegar. Ela é inatingível. Enquanto isso, aqui no mundo real, as pessoas que a criticam, fazem o mesmo com a adolescente tímida da escola, com a pessoa que tem problemas para emagrecer, ou com a garota que sofre de anorexia.

Na real, as pessoas buscam referências demais nas celebridades, não conseguem enxergar a si mesmas e, pior, não respeitam o limite do próximo.

Pessoas são cruéis.

Continuo achando essa atriz uma das mulheres mais lindas da atualidade e, inclusive, já proibi meu marido de ver as tais fotos [como se adiantasse].

Veja o trailer do filme que tem estreia prevista para 15 de maio aqui no Brasil!

You may also like

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *