Diário do Wisky: mudanças fisiológicas causadas pelo inverno rigoroso de Berlin

12651222_954435811306738_7032452720099701727_n

Oi, galerinha! Olha eu aqui de novo dando as fuças no Blog da Mamãe!

Essa semana nós postamos lá no meu Instagram um recorte com algumas fotos minhas aqui em Berlin. Nesse post, a gente contou que algumas mudanças fisiológicas aconteceram comigo desde que chegamos. A primeira delas foi que a mamãe notou que meu apetite aumentou muito e que eu estava bebendo muito mais água do que o normal.

Eu tentei explicar para ela que estava comendo mais porque finalmente estava livre da dieta! Pra quem não sabe, eu fiquei um mês fazendo regime para poder me encaixar no peso determinado pela Lufthansa. Minha mãe não queria que eu fosse no porão de jeito nenhum! (pra falar a verdade, nem eu queria) Por isso eu precisava perder umas graminhas para poder viajar na cabine do avião com eles. Foram dias e dias de alimentação restrita e caminhadas, e no final, deu tudo certo!

Mesmo sabendo que eu tava era tirando a barriga da miséria mesmo, mamãe entrou em contato com a minha veterinária aí do Brasil. Ela é super bacana e atenciosa, e sempre se mostrou disponível para nos ajudar mesmo à distância. Ela nos contou que esse aumento do meu apetite aconteceu porque passei por uma mudança muito brusca de clima. Meu corpinho está trabalhando mais para produzir mais gordura e manter a temperatura ideal pro meu organismo. E quanto mais eu como, mais sede eu sinto, né. Acabo também fazendo mais xixi e mais cocô.

Isso foi bem nítido nas primeiras semanas, mas agora, meu apetite já normalizou. Eu também não estranho mais o frio que faz lá na rua, como foi no primeiro momento. Aí entra a segunda coisa que a mamãe notou: meus pelos cresceram bastante desde que cheguei aqui. Antes de viajarmos, fiz tosa bebê e tosa higiênica no pet, porque não sabíamos quanto tempo demoraria para encontrarmos esse tipo de serviço em Berlin. Aliás, ainda não encontramos, acreditam?

No segundo banho que a mamãe me deu, ela ficou chocada com a diferença de uma semana para outra. Essa também foi uma reação do meu organismo, que percebeu que eu precisava me manter mais aquecido aqui. Além de terem crescido, a textura também está diferente.

Meu pelo sempre mais grosso, liso e oleoso, mas agora ele está mais felpudo, parecendo algodão. A cor também mudou, por incrível que pareça. Eu que sou ruivinho de nascença acabei ficando mais castanho aqui! Não temos certeza, talvez seja a luz natural aqui de Berlin, e porque eu fico bem menos exposto ao sol, que dura poucas horinhas (entre as 9h e 13h geralmente).

 

wisky-post-efeitos

Além disso, também descobrimos uma coisa engraçada e curiosa sobre cachorros! Mamãe sempre ficou curiosa com o fato de que, quando tô fazendo o número 2, eu fico olhando pra ela! hehehe Há uma série de possibilidades que podem justificar isso. Parece que essa troca de olhares causa uma reação fisiológica igual ao que acontece entre uma mãe e seus filhotes.

Também é possível que a gente fique esperando a aprovação dos donos por estar fazendo cocô fora de casa, ou mesmo que estejamos pedindo permissão pra fazer. Outra hipótese é que a gente esteja dando checada se vocês, humanos, estão vigiando enquanto estamos, digamos… ocupados. Pode parecer bobo, mas a mamãe adora esses assuntos! rs

É isso, pessoal!

No próximo post nós vamos contar tudo sobre a viagem de avião! 🙂

Lambeijinhos <3

 

 

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *