Páscoa em Berlin e a Easter Market

12439304_987624647987854_5170791191042861454_n

O post de hoje é sobre a celebração da Páscoa aqui em Berlin e sobre um evento bem bacana que fomos no sábado e ontem, a Easter Market.

Antes mesmos de nos mudarmos para cá, eu já havia pesquisado que este é um dos feriados preferidos de Berlinenses! Aqui celebra-se a Páscoa com tanta tradição e alegria como o Natal é celebrado no Brasil. As famílias enfeitam suas casas com ovinhos coloridos, as crianças usam acessórios de coelhos e o feriado se prolonga até a Segunda-feira de Páscoa (Ostermontag).

Aliás, o feriado aqui funciona assim: na sexta-feira Santa, o comércio não funcionou, mas no sábado, tudo funcionou normalmente. No domingo de Páscoa, e segunda, tudo ficou fechado. Com exceção a bares e restaurantes, que geralmente funcionam e até oferecem menus especiais e temáticos.

A Easter Market é uma feirinha temática que, assim como no Natal, acontece na Alexander Platz, e oferece uma super variedade de comidas típicas, doces, presentinhos e atrações para as crianças. É um evento bem tranquilo, familiar e divertido.

12376643_987624081321244_2065554593054086874_n

 

Ela começou no dia 25/03, e vai até o dia 03/04. Na sexta-feira dia estava feio e chuvoso, e pra piorar, o Will está com uma baita gripe. Pra nossa sorte, no sábado ele se sentiu um pouco melhor e o dia estava lindo, ensolarado e com a temperatura mais agradável que senti desde que cheguei, que era de 15º rs.

Saímos de casa por volta das 16h e assim que dobramos a esquina do Hofbrau, já deu pra sentir o clima de um feriado Berlinense! Rodas de amigos tomando cerveja, pessoas cantando, bandinhas espalhadas, crianças andando de bicicleta, famílias passeando com seus pets. Muito bom! 🙂

A única coisa que eu senti falta por aqui foram dos Ovos de Páscoa. Acredito que Galeria Kaufhof deveria ter algum ovo parecido com os que vendem no Brasil – não passei lá agora perto da Páscoa para confirmar, mas fomos no comecinho do mês e tinha – mas nos mercados da região, não tem 🙁 Aqui os ovinhos são pequeninhos, recheados, e tem muitos coelhinhos também. O lado bom é que a gente gasta pouco, né? Comparado aos preços do Brasil, melhor mesmo dar uma economizada nos Eurinhos.

Mas não pensem que vou ficar sem Ovo de Páscoa não! Na sexta-feira, conversei com a minha família no Brasil, pois estavam todos reunidos na casa dos meus pais, como de costume. Olha só o que meu Pai comprou pra mim e disse que vai ficar guardado, me esperando! <3

98d6dfea-1c3f-485e-99f3-ad3dd0740cf6

Bom, voltando à feirinha, andamos por todos os estandes de lá, para ver o que tinha de bom, antes de escolher. Optei por experimentar o Currywurst, que é um prato bem típico aqui da Alemanha. Eu adorei! É um prato bem simples, mas com uma combinação bem gostosa de temperos e curry. Mas é bem forte, confesso. Quase apimentado. Se você tem o paladar sensível, melhor não cair matando. Eu, como boa filha de nordestinos que sou, adorei!

Delícia de Currywurst!
Delícia de Currywurst!

 

A única coisa chata é que não levamos o Wisky dessa vez, pois a gente já imaginava que pudesse estar muito cheio, como realmente estava. Foi uma peninha, pois o tempo tava ótimo para um passeio em família, mas ele geralmente fica meio apavorado no meio de muita gente. Mas vamos tentar levá-lo ainda essa semana para postar as fotos no Insta dele!

Será que a gente consegue ir com ele nesse Carrossel? Seria incrível! rs

1934678_987624941321158_606232053291480682_n (1)

 

Ontem, segunda-feira, voltamos à feirinha para eu comer mais um Currywusrt –  porque sim quando eu gosto de uma coisa eu não enjôo tão cedo ah me deixa em paz como mesmo – e também pra comprar um tradicional biscoito alemão! Escolhemos um bem bonitinho, com um ursinho de Berlin – porque sim eu amo esses ursinhos e quero comprar tudo que tem eles pronto compro mesmo quer dizer o Willian compra – e custou 8 euros.

Achei meio caro, mas como foi nossa primeira Páscoa aqui, valeu a pena experimentar. A massa tem um gosto bem parecido com a massa de pão de mel. Deu pra sentir um pouco de mel e cravo, e textura é bem macia. O glacê colorido é bem doce, tipo o suspiro aí do Brasil (não aquele branquinho que derrete na boca, aqueles que vem em tablete, sabe? coloridinhos? então). Eu suspeita pra fazer qualquer comentário culinário, porque sou uma draga e amo doces, mas… gostei muito desse biscoitinho! Comprem! 🙂

12718210_989483074468678_2017105312194604676_n

É isso, pessoal! Se realmente voltarmos lá até o final do evento, tiro mais fotos e completo o post.

Beijos e FELIZ PÁSCOA!

Continue Reading

Diário do Wisky – Roupinhas de inverno, Petshops e estilo de vida dos cães berlinenses

wisky_snow

Olá, pessoal!

Olha eu aqui de novo no Blog da Mamis! Hoje eu vou falar sobre algumas coisas que as pessoas me perguntam bastante lá no meu Instagram, e também vou falar sobre o estilo de vida dos cães aqui de Berlin.

O que mais gera curiosidade para as pessoas do Brasil é como cuidar dos cães durante o inverno rigoroso. Muitas gente pergunta, por exemplo, como que os donos agasalham seus cães aqui na Alemanha. A resposta é muito simples: elas não agasalham! hahaha

Pois é, gente. São poucos os cãezinhos que vejo na rua usando roupinhas. Dá pra perceber que os que estão com algum tipo de agasalho, são cães mais velhos, que naturalmente já exigem esse tipo de cuidado por parte de seus donos. Mas no geral, mesmo com neve, os cães saem de casa sem nenhum tipo de proteção.

Já notei que o povo daqui não trata cachorro com todo o mimimi com que somos tratados aí no Brasil. Esses dias fui num Petshop daqui com meus pais, e mesmo se tratando de uma loja grande, a variedade de produtos nem se comparava com Petz de São Paulo.

Aqui a gente encontra o basicão, que é comida, produtos de higiene, caminhas e casinhas. Just it. Ainda não encontramos uma loja que vendesse roupinhas e acessórios, por exemplo. Porém, no site dessa loja que a gente foi, você encontra outras coisas sim, inclusive roupas.

A Alemanha, apesar de ser um país super pet friendly (que aceita cães nos transportes públicos e em vários outros lugares), cachorro é cachorro, sabe? A gente vê que praticamente todo mundo tem algum bichinho de estimação, mas alemão, de um modo geral, é um povo sem frescura.

Mamãe fica chocada quando se depara com um cachorro “pelado” nesse friozão. Mesmo que eu seja um shihtzu, e tenha a pelagem bem felpuda, eu nunca saio sem roupa ¬¬

Eu adorava usar roupinha aí no Brasil, mas como era de vez em quando, eu só gostava pra fazer charme e chamar a atenção das pessoas. Mas aqui, como é obrigação (por pura neura da louca da minha mãe) eu tô achando um porre. Todo dia, ela fala as duas palavrinhas mágicas: vamos passear? Eu fico feliz, mas logo me deparo com as roupas, e começo a fugir. Que saco, mãe!

O lado bom é que, quando eu saio de casa, faço o maior sucesso! Não é sempre que o pessoal vê um cachorrinho tão bem agasalhado como eu! hahaha eu quase sempre faço muitos amigos a rua por isso.

Bom, se você tá pensando em levar seu cachorrinho para algum lugar bem frio, vou mostrar os meus looks para ajudar vocês! hehehe

Dias frios e com muito vento: Essas são as roupinhas que uso quando as temperaturas estão baixas, mas não estão negativas, tipo entre 0° e 5º. Também uso nos passeios do fim do dia, quando já não tem mais sol e dá uma esfriada. Tem dias que o vento está bem forte também. A que eu mais gosto é a vermelha!

wisky-roupa-inverno-friodemais

 

Dias “mais quentes” (10º e 12º): essa roupinha é um pouco mais fina e bem fácil de colocar, então, acaba sendo a que eu uso com mais frequência. Como agora estamos no final do inverno, quase todas as manhãs tem um solzinho gostoso 🙂 mamãe aproveita para passear comigo nesse horário, porque além de ser mais agradável, não implico com essa roupinha.

wisky-roupa-inverno-basica

 

Friaca monstra com neve ou chuva: a temperatura mais baixa que peguei aqui foi de -12º! Nesses dias, eu usava uma dessas duas roupinhas (a azul é a mais grossa) que cobrem até as perinhas + esse agasalho que é forrado. Além dele ser bem quentinho, a parte de cima não molha, serve como um tipo de capa.

wisky-roupa-inverno-neve

– E as suas patinhas na neve, Wisky? 

Essa é outra coisa que me perguntam muito! No começo, mamãe ficou com medo de eu queimar as minhas patinhas no gelo. Sim, é claro que os donos devem ficar atentos à sensibilidade das nossas patinhas (vai ver cada cachorro é de um jeito né?), mas nós não achamos que era necessário usar sapatinhos, por exemplo.

Eu adorei brincar na neve, e nunca demonstrei nenhum desconforto ou dor quando pisava nela. Mesmo assim, meus pais sempre tiveram o cuidado de não exagerar, e não me deixavam muuuuito tempo no chão. Eu peguei neve poucas vezes, mas no inverno que vem, vou poder brincar e experimentar mais.

Meus pais até querem que eu use um sapatinho nos dias em que chove ou garoa, pois como o chão da cidade é bem sujo, eu fico com as patas bem encardidas… Écat. Aí tem que ficar lavando, secando… E dá um trabalhão, porque eu odeio que mexam nas minhas patinhas.

Mas não curti esse lance de sapatinho não. Meus pais morreram de rir de mim quando tentei usar, mas não se ligaram para filmar na hora, pois eu fiquei bem chateado com a situação. Se quiserem ter uma ideia de como foi, vejam esse vídeo aqui! 😛

Ah, uma coisa que minha mamãe fez, foi não cortar os pelos que crescem entre os meus coxins. No Brasil, eu fazia tosa higiênica com frequência, mas aqui, eles servem como proteção. Requer muito mais higiene, é claro, e tem que ficar aparando sempre, pra eu não ficar derrapando em casa, nem lambendo o tempo todo. Mas é muito importante deixar um pouco desse pelo para proteger!

coxins

Bom, é isso, gente!

Até a próxima!

Lambeijos do Wisky

 

 

 

 

Continue Reading